A Teoria dos 5 movimentos

 

 

A Teoria dos 5 movimentos nada mais é que mais uma “fotografia” da teoria do Yin Yang. Ajuda-nos a entender desde os fenômenos da natureza, até o ciclo de vida do homem, a fisiologia, as artes, e tudo mais que existe. É uma fotografia pois retrata as características da Energia Qi em seus vários estágios conforme polaridade Yin ou Yang.

A energia máxima Yang é atividade, ascendente, quente, agitada, superficial, sutil. É o verão, o auge da vida do homem. É o ápice. Sendo assim, é representada pelo elemento Fogo que carrega essas características.

A energia máxima Yin é o repouso, a estagnação, a quietude, o denso, frio, profundo, escuro. É o inverno, a morte. É o declínio. Sendo assim, é representada pelo elemento Água que carrega essa características.

Entre um estágio e outro, existe o estágio em que a energia Yin quer se tornar Yang, então como se fossem as árvores, a primavera, a juventude, essa energia expande, quer crescer, movimentar-se. É a Madeira.

Analogamente, quando a energia Yang quer se tornar Yin, ela começa a se recolher, como no outono. Esfria-se, condensa-se, é dura, mas pode ser moldada, e há um recolhimento em direção para baixo. Sendo assim, é o Metal.

E no final, todos os estágio, passam pela Terra, que os neutraliza, os auxilia, é o ponto de referência, o centro, o imperador amarelo.

Tudo  está em constante transformação, geração e controle. No corpo, cada órgão (Zang Fu) é classificado de acordo com as características de um elemento. Para que o corpo tenha saúde, é necessário que a interação desses elementos tenha um equilíbrio dinâmico. Somos passíveis de estímulos internos (emoções) e externos (ambiente) que nos descentralizam. O importante é que mesmo com isso, haja uma harmonia tal, que auto-regule nossas funções e emoções.

Nossas emoções como a raiva, tristeza, medo, alegria e a preocupação, podem afetar o funcionamento do órgão relacionado e gerar desequilíbrio, favorecendo o aparecimentos das doenças.

A figura abaixo ilustra os 5 elementos  e mostra a relação de geração, ou seja, um elemento gera o outro, e de dominância, ao mesmo tempo se controlam mutuamente.

Cada elemento possui um órgão que é considerado Yin por ser maciço, mais interior, acoplado uma víscera, que é considerada Yang por ser oca e mais externa em relação ao órgão. Na Medicina Chinesa a função de cada órgão ou víscera possui significados diferentes . Desta forma, além do órgão e da viscera acoplada, cada elemento possui outras correlações, como uma emoção ou um sentimento, uma cor, um tecido do corpo humano, uma estação do ano e até mesmo um sabor.

O órgão da madeira é o fígado e a víscera a vesícula biliar. Os dois são influenciados pela raixa ou a ira, que se manifesta pelo grito. O elemento madeira está relacionado com os tendões, a estação do ano é a primavera e o clima que afeta este elemento é o vento. Nosso olhos, o brilho do olhar, a cor e a própria visão, são influenciadas por esse elemento. O sabor que nutre a madeira é o azedo e sua cor é o verde.

Fazendo uma relação com a medicina o desequilíbrio do elemento madeira pode ser causado então por raiva excessiva e pelo fator externo vento. E quando esse elemento está desequilibrado podem surgir sintomas como olhos vermelhos, doenças dos tendões, necessidade ou preferência por comidas azedas, boca amarga e muitos outros.

Veja na tabela abaixo as correlações para os outros órgão e procure fazer o mesmo exercício.

Os Elementos e as emoções

  • Madeira: a emoção da Madeira é a Raiva. Como tudo apresenta a dualidade Yin Yang, a raiva proveitosa é quando ela é movida para a criatividade e superação de situações e condicionamentos. A raiva mal aproveitada é aquela rancorosa, que guarda e quer o mal do outro. O perfil de alguém que tendencia mais para a madeira é uma pessoa tensa, fala alto e se irrita facilmente. É também um ótimo estrategista e quando em harmonia, um ótimo executor de suas idéias.
  • Fogo: Sua emoção é a Alegria, que quando proveitosa, é o bom-humor, a alegria de viver, a leveza de sentimento. Quando em desequilíbrio, caracteriza-se pela alegria excessiva, até incoveniente. Como uma euforia descontrolada, uma agitação e inquietação inclusive mental.
  • Terra: a emoção que afeta terra é a preocupaçao, que se manifesta em forma de pensamentos fixos, o excesso de atividade intelectual, excesso de atividade física, excesso de trabalho, excesso de estudo. A vontade de comer doce indica deficiência desse elemento. O ideal é não ingerir muito açúcar, mas sim, raízes.
  • Metal: a emoção relacionada ao metal é a tristeza, e está ligada aos pulmões. Muitas vezes suspiramos quando estamos tristes ou melancólicos. Pessoas com desequilíbrio no elemento metal costumam ter alergias respiratórias frequentes e até mesmo alergias ou coceiras na pele. E pessoas que tendem a ter características de metal, são mais  saudosistas e apegadas à lembranças e objetos que remetem às lembranças.
  • Água: está relacionada aos rins e a bexiga. A emoção é o medo. O medo é precaução. Mas em desequilíbrio pode ser o medo que estagna, e paralisa. Os idosos têm mais problemas com esse elemento pois é nesse estágio da Água que se insere seu ciclo de vida. Por isso apresentam muitos problemas na lombar, cabelos, ossos e joelhos.

De uma forma bem sucinta e por isso, lacunar, esses conhecimentos são uma introdução para quem quer saber mais sobre essa teoria.

O importante disso na verdade é incorporar a teoria na nossa vida, nos nossos pequenos e grandes ciclos.

Ascensão, Ápice, Declínio, Queda, Neutralidade, fazem parte desses ciclos da vida. É saudável que observemos como essas fases se apresentam em nós e no ambiente, para assim, termos clareza de como devemos nos posicionar perante elas. Com uma maior compreensão dos fatos,  diminuímos ou colocamos em seu devido lugar, o sofrimento, para que então, consigamos transcender os ciclos que nos restringem, e então recebermos os novos e valiosos aprendizados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s