O Qi

Em chinês Chi ou Qi, Ki em japonês e Prana em sânscrito, Qi é um dos conceitos mais importantes da Filosofia Oriental pois tudo é uma manifestação de Qi .

O  Qi representa algo que pode ser material e imaterial ao mesmo tempo e pode ser traduzido como energia, força vital, matéria-energia, éter, etc.

O Qi é o ar, e é também a pedra, mas em graus diferentes de manifestação. É portanto, o Céu e a Terra em sua manifestação mais sutil e mais densa respectivamente.

O Qi produz o corpo humano da mesma forma que a água se torna gelo. E assim como a água congela, o Qi se condensa para formar o corpo humano. Quando o gelo derrete, torna-se água. Quando uma pessoa morre, torna-se espírito (Shen) novamente. A vida humana nada mais é do que uma condensação do Qi e a morte, dispersão de Qi.

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, há diversos tipos de de Qi que afetam o nosso corpo, do mais sutil ao mais denso, mas tudo acaba sendo Qi. Existe o Qi que recebemos do nossos pais, Qi que vem do ar e respiramos, e o Qi de tudo que comemos ou bebemos. Cada órgão humano tem um Qi diferente, que interage com os demais. Pessoas que respiram mal ou não sabem respirar, comem mal, desgastam a Mente (Shen), e têm hábitos considerados não-saudáveis (fumar, beber, dormir pouco, etc…) produzem baixa qualidade de energia o que pode provocar doenças.

Sintomas de diversas doenças são atribuídos a bloqueios, desequilíbrios e rupturas no movimento da energia vital através dos meridianos, assim como às deficiências e desequilíbrios do Qi nos vários órgãos e vísceras Zang Fu. A Medicina Tradicional Chinesa geralmente procura aliviar estes desequilíbrios ajustando a circulação do Qi no corpo empregando diversas técnicas terapêuticas, por exemplo:   fitoterapia, dietoterapia oriental, Qi Qong (são treinamentos de origem chinesa para ampliar a energia vital que também são praticados fora do contexto das artes marciais como métodos para manter e recuperar a saúde), Tai Chi Chuan, artes marciais, Reiki, massagem, etc.

No corpo, o Qi se acumula no Tanden (em japonês) ou Tan t’ien (丹田 em chinês), que significa literalmente “área vermelha“, um ponto 6cm (três dedos) atrás e abaixo do umbigo.

Estando cheio o reservatório, ele transborda para os oito vasos energéticos (“vasos maravilhosos”) e posteriormente flui para os doze canais (meridianos), cada um dos quais associados a órgãos específicos. Dessa forma o Qi circula por todo o corpo ao longo de canais  animando toda a matéria viva de nosso ser.

Fechando o períneo e contraindo o cócix que se fecha um circuito de energia (para não deixá-la escapar, nas meditações Taoístas) e assim unir os canais ímpares Jen Mu e Tu Mu, fazendo assim a órbita Microcósmica no interior do corpo. Sendo estes dois canais intensificados (energizados) os demais meridianos são também intensificados (os dois canais ímpares influem nos outros canais pares, na acupuntura).

No Japão, diz-se que os mestres em caligrafia, espada, cerimônia do chá ou artes marciais “atuam a partir do Hara”, ou seja, não precisam de esforço para fazê-lo (algo próximo ao nosso “saber de cor”). Professores budistas orientam seus estudantes a centrar suas mentes no Tanden, que ajuda a manter sob controle os pensamentos e as emoções. “Atuar a partir do Tanden” no budismo é o equivalente ao estado de Samadhi.

Uma outra técnica que todos podem fazer diariamente para aumentar gradativamente o Qi é o Resshu Gamae, uma técnica de centralização de energia. Você assume uma postura com os joelhos levemente flexionados, como se estivesse abraçando o tronco de uma grande árvore. As palmas das mãos espalmadas, viradas para dentro, e cujos dedos apontam um para o outro, sem se tocar. Como um professor de Kung Fu uma vez me disse: “Pense-se como um queijo derretendo.”

Comece fazendo isso por 5 minutos ao dia, por 15 dias. Depois passe para 10 min. ao dia por mais 15 dias, e depois 20 min. por mais 15 dias (ufa!). Depois disso peça para alguém te cutucar e te tirar do centro, e veja se realmente a prática foi efetiva!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s