Processos de purificação

purif.jpg

Tudo que entra pelos nossos sentidos, faz seu papel em nosso corpo, mente e alma, e deveria sair. Assim como a comida e as bebidas que ingerimos. Se não eliminamos, rapidamente nosso organismo reage para que se cheguemos à homeostase, que por meio de alguns processos de auto-regulação, avisa-nos do perigo que é guardar em nós, coisas que deveremos eliminar.

Quando comemos algo que não nos faz bem, quando bebemos algo que afeta nosso Fígado, quando vemos algo que nos fere o coração, ouvimos palavras que não digerimos bem, sentimos emoções que não nos deixa mais alinhados com a luz, mas com as nossas sombras. Tudo isso faz parte do ciclo da vida, de aprendizagem, e deveria ser algo para construirmos um degrau e não ser uma pedra paralisante em nosso caminho.

Porém não nascemos sabendo como lidar, como purificar certos fatores, e como fazer a alquimia de transformar o que nos machuca, em algo belo. Precisamos de professores, de técnicas, de ensinamentos, de uma vontade própria e disciplina para podermos reconhecer quais são os nossos processos dolorosos, como os purificamos e como conseguimos nos alertar para a nossa infinita capacidade de realização sobre nosso próprio corpo, mente e espírito.

Você já parou para pensar sobre isso? Como purificar o ódio, a ganância, a mesquinhez, a ignorância, a intolerância ? Os meios são infinitos, mas a resposta sempre será, com amor.

E não o amor em sua forma mais vulgar, mas a sua forma mais refinada, quando em suas ações e pensamentos baseiam-se na alegria, compaixão, equanimidade e amor.

Ao reconhecermos qual é a melhor forma de nos purificarmos (seja tomando um banho, ouvindo uma música, pensando sobre a vida, conversando com alguém, trocando sentimentos, comendo uma comfort food, doando, andando, apreciando algo, rindo, …), teremos a confiança sobre a nossa própria capacidade de conseguir lidar com qualquer coisa que está por vir. Apreciaremos, agradeceremos e seguiremos em frente. Assim, o fluxo de energia sempre continuará criativo e em movimento, essa auto-regulação fará a nossa vida mais significativa e plena.

Simples e complexo, por que não?

🙂

 

 

purif.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s