Doença é uma forma de sobrevivência/ The disease is a way to survive

doenças e sobrevivencia.jpg

Imagine que você esteja andando e de repente percebe uma pedra no sapato. Mas ainda precisa completar um percurso então deixa para tirá-la depois. Esquece-se. Novamente quando for colocar o sapato, sente a pedra mas como você está com muita pressa, deixa para tirá-la depois. Esquece-se. E todo dia essa pedrinha fica lá, indicando que há algo de errado em seu calçado. A Lei da acumulação é implacável, uma hora você estará com um machucado no pé, andando de forma “torta”, compensando a coluna inteira (até o pescoço) pela marcha que está comprometida, com dor no pescoço, lombar, quadril, pés. Começa a ficar irritado com tanta dor e tanta descompensação. Grita com o cachorro, com o gato, com as pessoas, com a pressa e o trabalho, as pressões e tudo mais que deixamos nos oprimir. Mas tudo começou com uma pedrinha no sapato.

Esse cenário é apenas ilustrativo, mas se fizermos uma alusão à nossa vida, creio que algumas pessoas poderiam se identificar. Quantas vezes não prestamos atenção para quando um incômodo começa e o negligenciamos, deixando que ele cresça, até que nos perdemos e não sabemos mais como ele começou? E entende-se por incômodo principalmente o imaterial, sutil, emocional.

As doenças nascem assim. A doença é então uma resposta do corpo que somatizou esse incômodo e essa negligência, pedindo a atenção total daquele momento para aquela questão. A doença diz para você: pare, reflita, reúna ferramentas para se curar e vamos seguir em frente.

É o momento em que o corpo pede a sua atenção para que uma questão seja resolvida, para que possamos sobreviver. Somos feitos de porções materiais e imateriais, corpo e mente. Se há algo que não está resolvido em seu corpo, certamente há algo que não está resolvido em sua mente.

E como resolver?

Há diversas formas porque cada ser humano tem uma afinidade: meditação, massagem, acupuntura, yoga, psicoterapia, artes marciais, e qualquer caminho que una seu corpo e mente, que faça você entender a relação de um com o outro. Todas convergem para o desenvolvimento de si, com força de vontade, direcionamento e busca pela clareza, pela organização de pensamentos, pelo reencontro consigo mesmo. E você descobre uma nova forma de se comunicar consigo, com seu corpo e sua mente. Então você sobrevive e transcende. Essa é a lição de uma doença.

🙂

~

Imagine yourself walking down a street with a stone in your shoe. But you don´t want to stop, so you continue and eventually forget to take it off your shoe. Then this situation repeats every time you use this shoe and you forget to take it off because of innumerous reasons: “I´m in a hurry”, “I´m tired”, “I’ll do it later”, etc. Every day that stone indicates that is something wrong with that shoe. But you neglect it. The law of accumulation is certain, so eventually you´ll get your foot hurt. Maybe, you´ll also get a pain in your lower back because you have been compensating the movement. And what about a pain in your neck? Feeling pain is so annoying, so you start to be more and more irritated. You shout at your dog, at your cat, at your beloved ones, and at those not-so-beloved ones. All because of a stone in your shoe.

This is just a hypothetical scenery but surely many of us can picture ourselves in this. How many times we neglect what bother us (material or immaterial) and eventually it becomes so big that we lose ourselves in it, forgetting how it did start.

So, a disease begins. A disease is a response of the body to tell us to pay attention to that subject that we accumulate in all these years. The disease says to us: stop, think, gather tools and information to cure yourself, and then, we need to move on.

It´s the moment your body says that we must solve something in our being so that we can survive. We are all made by material and immaterial parts. If something is wrong in the body, something is wrong in the mind.

How to solve it?

There are a lot of ways because every person has different affinities: meditation, massage therapy, acupuncture, yoga, therapy, martial arts, or any way that reunites your body and soul, that makes you understand this relationship. The important is that they should converge to a mutual goal: self-development, guidance, search for clarity of thoughts and the strength your inner connection. So, you discover a new way to communicate with yourself, with your body and your mind. And then, you survive, transcend. This is the lesson of a disease.

🙂

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s